segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

As 5 etapas da carreira

Durante a sua vida as pessoas passam por 5 fases diferentes na sua carreira. Estas generalizações fornecem um melhor entendimento das transições que uma pessoa está a enfrentar ou irá enfrentar, permitindo uma melhor compreensão acerca das suas atitudes, comportamentos, relações e outros aspectos que são valorizados no trabalho.

1) Exploração (até aos 25 anos)
É a transição da escola para o trabalho.
Durante este período criámos expectativas acerca da nossa carreira, a maior parte delas irrealistas, e que poderão criar frustrações.

2) Estabelecimento (25 aos 35 anos)
Começa pela procura do 1º trabalho e a sua aceitação.
Esta fase inclui 2 aspectos problemáticos: encontrar o nosso nicho (algo que se assemelha à nossa imagem) e deixar a nossa marca.

3) Fase intermédia da carreira (35 aos 50 anos)
Nesta fase as pessoas podem se desenvolver em 3 formas:
- continuam a melhorar o seu desempenho para atingir as suas metas.
- nivelam o seu desempenho e continuam a ser produtivas mas não ambiciosas.
- deterioram o seu desempenho e há uma perda de interesse e de produtividade.

4) Fase tardia da carreira (50 aos 70 anos)
Diz respeito às pessoas que continuam a crescer na fase intermédia da carreira. Esta etapa é experienciada por um momento agradável e por um desfrutar do próprio trabalho. Os indivíduos nesta fase não aprendem muito com o seu trabalho nem lhes é esperado elevados níveis de performance como nos anos anteriores.

5) Declínio (a partir dos 70 anos)
É a etapa final de uma carreira, usualmente marcada pela reforma.

In "Improving life at work"

Nem todos fazem esta transição de acordo com as suas características ou idades.
Actualmente é comum saltarmos de fase em fase sem nenhuma ordem cronológica.

A partir destas fases podemos fazer questões para clarificar um plano de carreira ou de desenvolvimento.