terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

A diferença entre os candidatos e os empregadores: a importância das competências

Num estudo realizado em Inglaterra pela Learndirect:
- 1 em cada 10 candidatos acha que as competências de trabalho são importantes, enquanto que 88% dos empregadores referem é uma “prioridade top”.
- 25% dos candidatos referem que não sabem com criar uma boa impressão nas entrevistas, 42% dos empregadores referem que a maior os entrevistados  falham quando tentam impressioná-los.
- Candidatos culpam o sistema educativo pela falta de suporte: 38% dos candidatos e 37% dos empregadores referem que as escolas e universidades têm de fazer melhor para preparar os estudantes em relação ao mercado de trabalho.

In "HR Magazine UK"

Como seriam as respostas em Portugal?
O que falha quando queremos causar uma boa impressão no empregador?
Existe uma falha por parte das universidades em relação à preparação dos seus estudantes para a entrada no mercado de trabalho?
      - Eu creio que sim. E este aspecto é principalmente observável nas diferenças entre as instituições públicas e privadas ou semi-privadas, sendo que nestas últimas existe, frequentemente, as designadas "Career Services" que constroem programas com o intuito de preparar o estudante para o mundo do trabalho... algo que não é comum numa universidade pública.

Quantos de vós, principalmente aqueles que saíram de uma instituição pública, sentiram-se apoiados e/ou preparados pelas vossas universidades para entrar nesta nova realidade de "procura, candidatura, entrevista"?