domingo, 25 de março de 2012

As 5 personalidades de inovadores

 O recente estudo “Nurturing Europe’s Spirit of Enterprise: How Entrepreneurial Executives Mobilize Organizations to Innovate” identificou as 5 personalidades principais e cruciais para fomentar um ambiente de inovação dentro da organização. Alguns são mais empreendedores enquanto que outros são mais orientados pelo processo.

Em qualquer ambiente de trabalho é importante haver “os que tomam riscos” e “os que evitam riscos”, de modo haver uma cultura produtiva de inovação.
Quais são os 5 tipos de personalidades mais importantes no ciclo da inovação?

1) Os influentes – estes são os líderes. São motivados por alvos e recompensas e, principalmente, pela ideia de criar uma herança, influenciando outros. Podem ser um pouco arrogantes e impacientes com trabalho de equipa. Movem-se pelo risco e pela estratégia corporativa. 22% dos executivos apresentam este tipo de personalidade.

2) Os experimentadores – são persistentes e abertos a novas coisas. São a perfeita combinação para criar uma nova ideia através de várias fases de desenvolvimento e execução. São perfeccionistas e tendem a ser workaholics, uma vez que é necessário ter imensa dedicação, tempo e esforço para transformar uma ideia. São orgulhosos naquilo que fazem, mas também gostam de partilhar o seu conhecimento com outros. Movem-se pela tomada de risco. 16% dos executivos apresentam este tipo de personalidade.

3) Os alunos preferidos – lembram-se daquelas crianças na escola que se sentavam sempre à frente e que levantavam sempre a mão quando a professora fazia uma pergunta? Estas crianças, agora crescidas, fazem parte deste segmento da população de executivos. Eles são bons a tudo: desenvolver uma marca pessoal, procurar os mentores certos, identificar o talento dos seus colegas,…  Eles conseguem crescer e prosperar em qualquer lugar. 24% dos executivos apresentam este tipo de personalidade.

4) Os controladores – estão inconfortáveis com o risco, eles precisam de estrutura. Eles preferem ter o controlo e de ter tudo no seu sítio. Como colegas não têm propriamente espírito de equipa. Gostam de se focar no concreto e são objectivos. 15% dos executivos apresentam este tipo de personalidade.

5) Os sequazes – estes executivos existem para trazer as pessoas “à Terra”, isto é, chamá-los à realidade. Não são os favoritos, mas são extremamente importantes. Preferem ambientes estruturados. São aqueles que relembram as limitações e os processos. 23% dos executivos apresentam este tipo de personalidade.

Nenhum pode ser considerado o “grupo empreendedor”, contudo aqueles que estão mais próximos são “os influentes” e “os experimentadores”, uma vez que preferem ser conduzidos “internamente” e estar no controlo. 

In "Forbes"

Qual é o nosso tipo de personalidade?
Que tipo de personalidade beneficiaria a nossa organização?