terça-feira, 13 de março de 2012

Como tirar o melhor partido do Linkedin?


Para que serve o Linkedin? Como é que o Linkedin me pode ajudar a nível profissional?
São questões que para muitas pessoas ainda não estão claras.

No meu entender, o Linkedin serve para nos auto-promover como pessoa ou como organização/negócio/empresa. Para isto acontecer não basta apenas ter um perfil no Linkedin, é necessário associarmos e participarmos em grupos que nos parecem relevantes a nível profissional (por exemplo, um advogado irá associar-se a páginas relacionadas com a profissão de advocacia).
Os grupos do Linkedin são uma forma fantástica de fazer conexões e de se envolver com pessoas presentes no seu mercado-alvo, isto é, aquelas pessoas que deseja ter na sua rede social que poderão, actual e futuramente, ser-lhe úteis como contactos.
Os grupos fornecem a oportunidade de dar a nossa opinião, o nosso ponto de vista acerca de um determinado tópico e este seu posicionamento dar-lhe-á visibilidade em termos de características pessoais. Se representar uma empresa poderá aliciar candidatos com características semelhantes, e se for como pessoa poderá atrair empregadores com as mesmas características.

Contudo tenho reparado que os membros dos grupos preferem, maioritariamente, publicar informações de outras fontes (publicam URL’s) do que criar a sua própria informação. Este aspecto por um lado pode ser bom, porque graças às funcionalidades “Like” e “Share” é-nos fácil transmitir informação relevante muito rapidamente. Por outro lado, é tão fácil e conveniente que apenas publicamos a informação sem qualquer conteúdo próprio, isto é, não damos a nossa opinião ou a nossa crítica em relação a um determinado artigo e, por isso, só estamos a criar visibilidade mas não estamos a mostrar qual o nosso posicionamento – quais as nossas características pessoais.
Se queremos nos promover é importante criar o nosso próprio conteúdo!
Não quer dizer que publique apenas as suas opiniões, mas tente fazer um mix entre um artigo que ache relevante e porque acha que ele é relevante. Porque é que o seu conteúdo é importante? O que é que esta informação lhe transmite?

Auto-promover é criar conteúdo e posicionar-se ou estabelecer-se num determinado ponto em relação a um tópico específico. À medida que avança e que se posiciona perante a vários tópicos, cria, consistentemente, a sua marcaaquilo que realmente é e que o caracteriza.

Quando as pessoas o conhecem pelo Linkedin e lêem regularmente o que escreve, seja como empresa ou como profissional, elas conhecem a sua marca. Imaginemos que essas pessoas têm uma necessidade a nível profissional (por exemplo, precisam de um colaborador ou querem trabalhar consigo), se a sua marca lhes for apelativa e for de encontro às características deles, eles irão logo lembrar-se de si.

By “me