segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Outsourcing?

Até que ponto o outsourcing é benéfico para uma empresa?

Outsourcing significa a atribuição de processos específicos a um serviço/agência externo/a porque, na maior parte das vezes, a organização não consegue lidar com todos os aspectos internamente. Deste modo, alguns processos são temporariamente (?!) distribuídos para que a empresa não precise de contratar pessoas.

Razões mais comuns para o outsourcing:
- Falta de “mão-de-obra” em algumas partes do negócio.
- “Mão-de-obra” mais barata sem comprometer a qualidade do resultado.
- Maior capacidade da empresa para se focar noutros processos do negócio.
- O custos passam de fixos para variáveis.

Vantagens:
- Contratar serviços especializados com maior expertise técnico e que têm o seu próprio equipamento (por exemplo, serviços de TI). Ao contratar um serviço que está concentrado apenas numa actividade,  acredita-se que a sua eficiência é melhor, têm os melhores recursos (tecnologia) e fazem as coisas por um preço baixo.
- Velocidade: a entrega dos resultados pode ser negociada com o serviço, caso determinados pré-requisitos não sejam cumpridos a cessação do serviço ou da compra do serviço é “fácil”.
- Tira algum “peso” de cima da organização para que esta possa se concentrar mais no negócio e na sua estratégia.
- Há partilha de riscos, como estamos a pagar um serviço o resultado tem maior qualidade e o risco não “pesa” inteiramente na organização. Há partilha de responsabilidades.
- Como não contratamos ninguém, o custo do recrutamento são baixos ou nulos.

Desvantagens:
- O risco da exposição de informação confidencial.
- Apesar dos resultados apresentarem maior qualidade, estes também podem, por outro lado, não serem entregues a tempo e por vezes a qualidade é difícil ser confirmada ou avaliada.
- Por vezes um serviço outsourced poderá ter vários clientes e, deste modo, há falta de customer focus (atender de forma adequada às necessidades da empresa).
- O impacto deste tipo de estratégias nas organizações

  •   algumas funções básicas são os alicerces da organização e quando estas são outsourced poderão prejudicar a empresa; 
  •  se não houver uma boa coordenação por parte da organização, o serviço poderá não corresponder às expectativas; 
  •  os recursos de skills são menores, reduzindo a capacidade de aprendizagem da empresa;
  •  desmotivação e perda de moral em certas funções; 
  •  poderá aumentar a insegurança entre os trabalhadores da empresa – outsourced vs. trabalhadores.

E quando a tarefa não é temporária e mesmo assim há outsourcing?!
E quando os serviços outsourced não nos oferecem qualidade? Temos múltiplas opções de escolha ou nem por isso?
Que impacto tem um serviço outsourced na empresa, nos colaboradores, no negócio e na estratégia?
  
Fontes: