quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Triagem a partir das soft skills

Actualmente as empresas estão mais direccionadas para as soft skills do que para as hard skills, apesar destas também serem importantes e imprescindíveis.
Deste modo, que tal fazer uma triagem inicial com base nas soft skills?
Este método pode ser utilizado como primeiro passo na triagem de candidaturas ou então mais à frente, antes da entrevista final.

Como?

1º) Um grupo de pessoas (ex.: administradores) quantificam as soft skills necessárias para uma determinada função. Eles construem um perfil da ideal, com base ou dependendo da pessoa que o seleccionado irá reportar, da localização e do tipo de trabalho. Resiliência, garra ou inteligência emocional são exemplos de soft skills que poderão ser medidos no perfil.

2º) Os candidatos respondem a perguntas que “capturam” as suas soft skills. As respostas são comparadas e os empregadores recebem uma lista de ranking sobre quais é que foram os melhores candidatos a responder.


Questões que revelam integridade/honestidade:
O que faria se alguém lhe pedisse para fazer algo não ético?
Em que situações de negócio acha que a honestidade não é apropriada?
Se visse algum colega a fazer algo desonesto? O que faria?

Questões que revelam competências interpessoais:
Descreva uma situação problemática com o seu supervisor. O que aconteceu e como lidou com a situação?
Quais são as palavras que os seus colegas utilizam para o descrever?
Descreva uma situação problemática com um colega. O que fez?
Quando lida com clientes ou com os seus colegas o que lhe tiram a paciência, o que faz?

Questões que revelam personalidade/temperamento:
O que o entusiasma?
Como descreve a sua personalidade?
O que diriam as suas referências?
Qual foi o trabalho mais frustrante que teve e porquê?

Questões que revelam criatividade/capacidade de resolução de problemas:
Qual foi a última vez que quebrou as regras? Descreva a situação.
Quando foi a coisa mais inovativa que fez?
Se pudesse fazer qualquer coisa no mundo, o que faria?
Descreva uma situação difícil de gerir no seu trabalho. Como é que a resolveu?
Qual foi a situação mais difícil que fez?
Descreva situações em que trabalhou sob pressão.

Questões que revelam espírito de equipa:
Que tipo de equipas já trabalhou? O que funcionou e não funcionou?
Dê um exemplo de uma situação que geriu que levou a equipa a ter um bom desempenho.
Há pessoas que encorajam as pessoas a trabalhar juntas e outras que encorajam a competição individual. Qual das abordagens prefere e porquê?


Direccione a sua entrevista com base nas soft skills que procura, de acordo com aquilo que é necessário para a determinada função e com a cultura da organização. 
Talvez um candidato não tenha o perfil ideal em termos de experiência ou de habilitações, contudo poderá ter todas as soft skills que procuramos num funcionário. E como sabemos isso? 3 a 5 perguntas (por exemplo via email).