segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

8 erros comuns no feedback

Como é que os administradores podem fazer um bom trabalho dando feedback?
Os problemas mais comuns são os seguintes:


1) Fazer nada: ignorar o problema até ele desaparecer, o que poderá causar trabalho mal feito, criar mais preocupações e más relações com os pares. E se o problema piorar o que poderia acontecer?

2) Dar apenas feedback negativo: Para a sua equipa é desmoralizador ouvir apenas as coisas que faz mal. Tem de haver um esforço acrescido para valorizar e elogiar exemplos de bom trabalho, mesmo quando os funcionários não atingem a 100% as suas expectativas.

3) Dar feedback negativo meses após o acontecimento: isto acontece quando os administradores só reparam na performance do funcionário numa determinada altura do ano (por exemplo, no final do ano). “O que é que eu posso fazer 5 meses depois de ter errado? Porque é que não me disse na altura que eu poderia ter resolvido a questão?” pergunta o funcionário. A avaliação tem de ser constante e frequente.

4) Criticar coisas que o funcionário não sabe fazer melhor: se eles não sabem, eles também não podem melhorar. O nosso trabalho é ajudá-los e ensiná-los a melhorar (por exemplo, formação).

5) Culpar o feedback negativo noutra pessoa: “A administração quer que vos diga…” é uma situação nós vs. eles. Parece que os “lá de cima” são os maus e que nós apenas somos o mensageiro. O correcto é dizer “Esta é a direcção que temos que tomar…”. Temos que ter responsabilidade pelo feedback e deste modo não dar feedback daquilo que não concordamos, discutindo-o pessoalmente com a pessoa responsável.

6) Dar um feedback sem contexto: “Óptimo trabalho!” refere o administrador. “Que trabalho é esse?” questiona o funcionário. Temos que ser específicos em termos de tempo, local e comportamento sobre aquilo que realmente gostamos e apreciamos. Assim, a probabilidade da pessoa ter esse mesmo comportamento aumenta.

7) Criticar em público: É humilhante. Qualquer comentário ou avaliação negativa deve ser feita em portas fechadas.

8) Criticar pelo voicemail, email ou deixar notas: apesar de ser mais fácil, é impessoal e pouco produtivo, porque pode levar a interpretações erradas.

É difícil dar feedbacks e resultados de avaliações. Contudo, funcionários que recebem estes feedbacks podem estar mais empenhados e ter mais satisfação com o seu trabalho.

In "HR.com blogs"

O feedback é algo que tem que estar sempre presente nas organizações. Tem de ser diário e não trimestral. Contudo, há feedbacks e feedbacks e só iremos obter um desempenho ou comportamento desejado quando este feedback for entregue da melhor forma possível.